Você está estressado? Entenda o estresse e possíveis causas

Você às vezes sente que está por um fio? Que sua rotina é uma correria só e não dá tempo nem de respirar? O desânimo está batendo forte e acha que vai acabar desistindo a qualquer momento? Treme só de pensar nas pessoas perguntando se você está estressado? Então, amigo, bem-vindo ao clube do estresse! Muita gente se sente exatamente como você, e isso é preocupante.

Algumas vezes, no entanto, o estresse é uma sensação que não pode ser descrita. Até porque existem vários sintomas que podem indicar que você está estressado. Sensação de medo, desconforto, irritação constante, nervosismo, se irritar com coisas triviais, indignação e a lista vai longe. Só de coisas ruins. Está reconhecendo alguns?

Você está estressado? Entenda o estresse e possíveis causas
Você está estressado? Entenda o estresse e possíveis causas

O estresse pode colocar um lado negativo em qualquer aspecto ou atividade ou mesmo intensificar aquelas que não são muito legais. Ou seja, você pode ter uma reação muito desproporcional ao problema. Como, por exemplo, aquela famosa resposta grosseira ao desejo de que a outra pessoa tenha um bom dia: “só se for pra você!”

E o pior é que, em vários casos, a causa desse problema pode ser desconhecida. A pessoa nem sabe porque anda irritada, de mal com o mundo, mas simplesmente sente-se assim. E a frustração por ficar estressado sem saber o porquê só intensifica ainda mais os sintomas. É um ciclo.

Porém existem algumas causas para o estresse

É sabido que os humanos possuem a tendência de ficar nervosos ante novos desafios e novas etapas da vida. Então algumas fases decisivas para nós podem causar estresse:

Mudança de emprego;

Aumento de responsabilidade;

Mudança de escola ou começo do ano letivo;

Início e término de relacionamento.

Note que muitas vezes o início e o término de uma determinada atividade provocam o estresse. Isso se dá devido à mudança de hábito. Você começa a se acostumar com um ritmo e de repente…tudo muda! Isso pode deixar a pessoa muito nervosa ou ansiosa. Além de tudo isso, doenças na família, com amigos ou entes queridos também tendem a potencializar seu nervosismo e nível de estresse.

Depressão é estresse e estresse é depressão?

Ficar estressado e ansioso podem ser, sim, sintomas de depressão. Mas também podem não ser! Talvez você esteja apenas se acostumando a uma nova situação na sua vida. Nessa hora de dúvida, a melhor coisa a ser feita é procurar ajuda profissional, assim vocês vão conversar, entender o(s) problema(s) e chegar na melhor solução possível, sendo depressão ou não.

Causas externas?

Existem alguns medicamentos que podem ajudar a provocar ou piorar os sentimentos e sintomas do estresse. Medicamentos para inalação, para tireoide, pílulas para redução de peso e até mesmo alguns medicamentos para resfriado e gripe podem aumentar o nível de estresse.

Além disso, outras causas externas potencializam os sintomas e deixam você mais nervoso do que já está. O que geralmente estimula a produção e te deixa acordado, como a cafeína, também aumenta o nível de estresse. Drogas como álcool, tabaco e cocaína também mexem intensamente com seus sentimentos.

Você está estressado? Entenda o estresse e possíveis causas

Buscando ajuda

Você está estressado? Entenda o estresse e possíveis causas

No fim das contas, o estresse é um sentimento comum, normal. Pelo menos em um dia da sua vida você estará estressado. E isso não é necessariamente uma coisa ruim, pois você pode (na verdade deve) aprender com a sua mente a lidar com essa irritação e ansiedade, e numa dessas até tirar algo de bom disso. Algumas pessoas utilizam o estresse como motor de força na hora de dar um gás no trabalho, funcionando melhor sob a pressão e irritação.

Mas é claro que forçar o estresse para benefício não é recomendado, pois pode levar a algo muito mais sério, como um ataque cardíaco por trabalhar demais, estando nervoso demais. O que é realmente recomendado é entender o problema, diagnosticar, saber como você funciona (porque você é único e o que lhe afeta pode não afetar os outros, e vice-versa) e aí sim, achar a melhor solução. Vamos conversar sobre isso?

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *